Provenientes de regiões áridas, em solos arenosos ou rochosos, os cactos se popularizaram entre aqueles que preferem plantas que exijam baixa manutenção e um visual exótico, realmente original. Alguns exemplarem possuem lindas flores que atraem aves.

Os espinhos são extremamente pontiagudos porém não são venenosos. Eles são resquícios de um processo evolutivo, onde as plantas se defendem, dessa forma, da perda de água.

Os exóticos cactos
Os espinhos dos cactos são estruturas de defesa. Apesar de pontiagudos, não são venenosos.

Os cactos fazem parte da gama de plantas chamadas de suculentas, pois conseguem armazenar água na sua estrutura. Nem por isso, quer dizer que possam passar muito tempo sem receberem água. A rega varia entre a periodicidade semanal e quinzenal. Aqueles que ficam em ambientes internos podem ser regados mensalmente, sem acarretar problemas à planta.

São plantas que podem receber a incidência direta do sol. Mesmo dentro de casa, elas necessitam de luminosidade. Os tamanhos variam de pequenos exemplares que cabem em pequeninos vasos até aqueles exemplares que parecem verdadeiras árvores, típicas de desenhos do deserto.

Os exóticos cactos
Os cactos são plantas do deserto, por isso altamente resistentes ao calor do sol. Apesar de criarem reserva de água, precisam de irrigação.

 

Nas áreas externas, podem ser colocados em vasos cor de barro, que trazem o aspecto rústico do deserto para o ambiente. Os pequenos cactos, podem ser plantados em vasos e depois encaixados em baldinhos prateados amarrados com ráfia. Vasos em formatos geométricos opostos ao tipo de cacto também ficam lindos. Se a planta tiver formato arredondado, fica linda em vasos quadrados.

Se você gosta de um estilo curioso e diferente e tem pouco tempo para regar plantas, escolher pelo cacto pode ser uma ótima opção!

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someone