Orquidófilos são pessoas que têm curiosidade, fascínio, amor e ou cultivam orquídeas. Orquidófilos costumam colecionar variedades das plantas e entendem tudo sobre suas peculiaridades, estudiosos e apaixonados pelas lindas orquídeas. Todos que se deparam com o encanto da sua beleza são propensos orquidófilos! Ganhar flores é muito bom, porém o ‘presente’ exige cuidados para que sigam florescendo.

As orquídeas pertencem à família Orchidaceae, uma das maiores famílias de plantas que se tem conhecimento. No Brasil, o mais comum é encontrar orquídeas epífitas, aquelas que precisam de outra planta (como árvores) para viver. Se você é novo no mundo dessas plantas maravilhosas, seja bem-vindo! A seguir trazemos algumas dicas de cuidados para quem está começando. Confira:

Cuidando da sua orquídea

Passando para o vasinho
Quando são entregues como presentes, dificilmente a orquídea virá no vaso ideal para se desenvolver por mais tempo. O melhor é usar vasos de barro. Eles são um pouco mais caros e pesados, porém a porosidade do barro ajuda a reter o excesso de água e mantém a temperatura na terra mais fresca. Jamais use os pratinhos de água embaixo do vaso, as raízes podem apodrecer. Vasos bonitos deixam o ambiente mais aconchegante e com os cuidados certos sua orquídea vai ter vida longa e florida. Na hora da troca para o vasinho novo, repare onde nascem os novos brotos da orquídea, esse será o lado da frente. O outro lado deve ser encostado no vaso para que ela se firme e se desenvolva melhor.

orquidea trocar de vaso

 

Cuidados ao regar
A forma mais fácil de matar uma orquídea é ‘afagada’, colocando água demais. Com excesso de água as raízes ficarão sem oxigênio e os fungos terão o ambiente ideal para se proliferarem. Por isso é importante cuidar na dosagem de água e, também, nunca deixá-las com sede. Uma forma eficaz é sempre passar a mão na terra: enquanto ela estiver úmida não precisa ser regada, quando a terra está seca e começando a se esfarelar (criando blocos mais duros de terra) está na hora de colocar água. Isso pode variar bastante de cada ambiente e estação, lugares onde o ar é, naturalmente, mais úmido não exigirá tanta água no momento de regar.

cuidados com orquideas

 

Luminosidade
Orquídeas gostam de luz! Deixe-as sempre em locais arejados e com bastante luminosidade solar. Se for possível deixar sua orquídea fora de casa, em um espaço com claridade mas incidência direta do sol é ainda melhor. Entretanto, muitos moram em apartamentos e não tem essa possibilidade. Nesses casos é importante deixá-las próximas das janelas e em cômodos bem iluminados. Sem luz as folhas escurecerão e sobreviverão com dificuldade.

cuidados com orquídeas

 

Cuidados extras
A terra adubada oferece mais nutrientes à planta e elas adoram! Mas cuidado, quando se trata de orquídeas o excesso de adubo é ainda pior do que não adubá-las. Você pode usar adubos líquidos, misturados à água em borrifador. Algumas gotas são o suficiente.

Se você passar a colecionar e sua coleção tomar um porte médio, comece a colocar plaquinhas identificando suas plantas. Orquídeas, normalmente, têm nomes em latim que não são simples de memorizar. Anote também a data da última floração de cada uma, para poder acompanhar o desenvolvimento delas.

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someone

Posts Relacionados