As palmeiras são árvores que chamam a atenção, pela sua beleza, tamanho e charme. Elas ornamentam casas, shoppings, praças, espaços à beira-mar e lagos. Para plantá-las é necessário conhecer os tipos de palmeiras, que passam das 2.500 espécies, entender as mais comuns no Brasil e qual a mais adaptável ao seu objetivo.

As espécies variam, portanto os tipos de raízes variam também. Dependendo de onde forem plantadas as raízes podem comprometer tubulações e esgotos, por exemplo.

Palmeiras
As palmeiras têm um formato que cria uma presença única onde estiverem.

Existem palmeiras que chegam à média de 3 metros, chamadas de mini-palmeiras. Outras vão até 40 metros de altura! A maioria tolera o sol direto ou meia-sombra.

A palmeira-anã é a espécie mais usada para jardins e inclusive podem ser plantadas em vasos para decorar ambientes internos. Já, a palmeira-lápis é um tipo mais elegante, de origem chinesa e que adorna projetos paisagísticos também de forma isolada.

A palmeira-imperial é aquela espécie grande, que varia de 20 a 40 metros, muito conhecida e que marca presença onde estiverem. As folhas atingem de 2 a 4 metros e são plantas que apreciam o sol pleno.

Com tantas variações, é necessário saber qual a espécie se adapta para a finalidade que cada um procura.

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someone

Posts Relacionados