Virada de Ano é comemorada há mais de 500 anos em várias partes do mundo.

Alguns países celebram em datas diferentes. Na China, a festa da passagem do ano se inicia em fins de Janeiro.

No Japão, o Ano Novo é comemorado nos dias 1 a 3 de Janeiro. Já em Israel, os judeus possuem um calendário próprio e sua festa de Ano Novo (Rosh Hashaná) dura dois dias e ocorre em meados de Setembro ao início de Outubro.

Para os islâmicos, como Indonésia (a mairo população muçulmana), Arábia Saudita, Iêmen, Katar, Iraque, Irã, Egito, Etópia, Palestina, Jordânia, Síria, etc., a Passagem De Ano é celebrada em meados de Maio, assinalando um novo início. A contagem corresponde ao aniversário da Hégira (em árabe, emigração).

Embora existam essas diferenças, na maior parte do mundo o Ano Novo representa o término de um ciclo e começo de outro. É um período cheio de promessas, alimentado por sonhos e rituais, uma grande oportunidade para as pessoas encherem seus corações de fé e esperança, e também uma excelente oportunidade para agradecer por todas as coisas boas que aconteceram e pelos momentos difíceis superados.

Para repensar os sonhos, renovar as energias e deixar o ano velho para trás nada melhor do que ter um Réveillon agradável e aconchegante. Primeiro é hora de convidar a família e os amigos, caprichar no modelito e na cor da roupa, preparar as simpatias e escolher o local da virada. Depois, é preciso preparar o ambiente para que ele traga os desejos que todos buscam, e plantas e flores são presenças imprescindíveis na decoração. As flores, além de serem usadas como enfeite, são responsáveis por equilibrar o ambiente e também “colorem” a alma.

Rosas brancas, vermelhas e amarelas são as flores mais usadas no Réveillon. As brancas transmitem calma, paz, renovação, equilíbrio, harmonia. As amarelas simbolizam a riqueza, os bons presságios, a luminosidade. E as tradicionais rosas vermelhas, sempre são sinônimos de amor e perfeitas para serem usadas em uma ceia romântica em casal. Além disso, o ambiente pode se tornar ainda mais sofisticado se incluir arranjos de flores como orquídeas, angélicas, buganvílias, dálias e muitas outras. De preferência, todas fresquinhas, que além de lindas, perfumam o ambiente.

Na hora da contagem regressiva, em alguns países como Brasil, as palmas (gladíolos) são tradicionalmente usadas como forma de oferenda para Iemanjá, a rainha do mar, pois para os supersticiosos, elas fazem toda a diferença. Muitas vezes as rosas brancas acompanham as palmas no momento deste ritual e são responsáveis pelas boas vibrações e energias positivas que as pessoas projetam para o próximo ano.

Nesta época mais esperada do ano, flores e cestas são também um ótimo presente, quem as recebe se sente especialmente importante, pois são capazes de traduzir em forma de presente emoções e sentimentos. Além disso, marcam este instante, fazendo com que ele seja especialmente lembrado.

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someone

Posts Relacionados