Exitem flores que são comuns aqui no Brasil. Por mais que muitos não entendam de flores e plantas em geral, algumas são recorrentes em jardins e principalmente na casa de vovós. Violeta, rosas, begônias, samambaias, são popularmente conhecidas e embelezam plantadas em jardins ou em ambientes internos, através de pequenos vasos delicados ou em vasos pendentes.

Prosperidade no Ano Novo
O nome pode não ser tão familiar, mas a kalanchoe é encontrada com facilidade.

 

Uma dessas flores, popular, colorida e delicada é a Kalanchoe. Ela possui um conjunto de flores pequeninas, que formam de quatro a seis pequenos arranjos em um vaso, em média. Colorida, é encontrada em cores vibrantes como vermelha, rosa, lilás, alaranjada, amarela e também na cor branca.

1.Origem

A kalanchoe é uma flor que tem preço baixo e dura muito. Nativa da ilha de Madagascar, precisa de ambientes em que o sol predomine durante uma parte do dia. No seu ambiente natural, ela pode atingir até 30 cm de altura, se adapta a vasos desde que tenham uma mistura orgânica rica. A adubação deve ser semestral. É muito usada em projetos paisagísticos em trilhas, por exemplo.

Prosperidade para o Ano Novo
A união de cores variadas a flores pequenas e simples, fazem da kalanchoe uma flor linda!

 

2. Significado

Mas especialmente nessa época do ano, a kalanchoe foi escolhida para esse post pois é também conhecida como a flor-da-fortuna. Dentre os rituais de final de ano, os misticismos que envolvem essa época, em relação às cores das roupas, as moedas sob os pratos ou dentro dos sapatos, a lentilha, as sete uvas ou a sete ondas, a flor-da-fortuna é muito utilizada como presente entre familiares nas festas de final de ano, pois, como o próprio nome já sugere, ela atrai riqueza para quem a possui, prosperidade no Ano Novo.

3. Cuidados

Prosperidade no Ano Novo
Com os cuidados certos, a kalanchoe é uma planta que dura muito!

 

Comumente a kalanchoe é colocada atrás da porta da entrada da casa para atender essa “missão” de trazer prosperidade no Ano Novo (e durante o ano inteiro). Porém, é necessário dar atenção às necessidades da planta: ela se adapta a ambientes internos desde que usufrua diariamente de um momento de sol direto em suas flores e folhagens. Quando as flores morrem, por exemplo, é necessário diminuir a frequência da rega da planta e deixá-la descansar. Assim, novos botões surgirão e ela reflorescerá.

Compartilhe:Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInPin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someone

Posts Relacionados